Image Map

11 fevereiro 2019

LUTO





Oi, pessoal.

Espero que esteja tudo bem com vocês.

Comigo, as coisas não estão nada bem. 

Estou escrevendo hoje aqui porque pessoas têm me procurado, principalmente por e-mail, há vários dias e preciso deixar explicado aqui também o que está me acontecendo.

Quem passa pelo blog e minhas redes sociais percebeu que assim que fiquei doente no ano passado, eu dei uma sumida, depois tentei retomar minhas atividades, embora não estava ainda normalmente e aí, minha mãe ficou doente. O fato é que em decorrência de várias complicações, minha mãezinha acabou falecendo há poucos dias. Não tenho condições agora de tocar o blog, nem canal, nem redes sociais, nem minha própria vida. Não sei quando vou conseguir voltar. Tenho alguns trabalhos para postar, principalmente aqui e nas redes sociais, tem ainda produtos chegando aqui em casa - que vou honrar com resenhas e postar nas redes sociais, sim - pois são frutos de parcerias com empresas das quais estimo muito, mas ainda não tenho como pensar em qual destino darei ao blog/canal, se vou continuar ou não. Não sei de nada agora, só que esse golpe foi o pior coisa que poderia ter me acontecido na vida. 

Eu devo essa explicação a todos que vêm aqui para ler e não encontram mais posts novos, às empresas que têm entrado em contato comigo, principalmente via e-mail, às pessoas que já sabem e me enviaram apoio pelo Instagram...enfim. Eu devo isso a vocês e agradeço o apoio que recebi até agora, mas tudo agora é muito incerto para mim, para minha vida. Eu não sei de absolutamente nada neste momento e não sei quando nem como isso um dia vai melhorar, quem dirá pensar em blog. Está sendo insuportável acordar e enfrentar mais um dia sem minha mãe amada. Ela não era só minha mãe, ela era meu mundo. 

Mãe, a pior coisa que podia ter me acontecido era a senhora me deixar. A senhora não é só minha mãe: a senhora é meu mundo. Eu não sei como continuar agora. Como é doloroso acordar todos os dias sabendo que não vou te ver mais, beijar sua testa para dar boa noite, não vamos mais andar para todo lado juntas como dois grudinhos. Tão doloroso que na maior parte das vezes, desejo não ter acordado mais e queria ter ido junto de corpo também, porque minha alma a senhora já levou junto consigo.

Sem mais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário