Image Map

16 junho 2017

Ansiedade - parte 2

Olá, meninas e meninos!


Prometi falar mais sobre ansiedade no post anterior que tratei do mesmo tema. Mas achei no Google uma definição que possa ajudar um pouco: "Ansiedade ou preocupação que possa causar sofrimento significativo ou interfere com na rotina. Mas quero frisar que o transtorno "ansiedade" vem de uma causa subjetiva, não há ligação com uma preocupação em perder uma prova ou não conseguir uma promoção, porque isso tem uma causa conhecida. Pode ter sido causada por algum gatilho conhecido, mas não está propriemente estar ligado com o gatilho. Deu para entender??? rsrs Espero que sim, mas qualquer dúvida, usem o campo de perguntas. Certo???

Ansiedade pode (eu disse PODE e não ESTÁ) estar relacionada a uma outra condição de saúde mental, tais como ataques de pânico, abuso de substância ou transtorno de estresse pós-traumático (PTSD)". Sinto que neste caso, trata-se de uma ansiedade causada por motivos mais objetivos, mas a ansiedade desconhecida causa os mesmos sofrimentos, só que não sabemos o porquê.





Bem, parei na parte que fui diagnosticada com Transtorno Ansioso-Depressivo. Muitos profissionais banalizam esse transtorno e acham de fácil tratamento. Me desculpem o termo que vou usar, mas é porque não é no cu deles!

Para se ter uma noção do quanto essa diaba tem tomado cada vez mais espaço, ela tem sido considerada a nova doença do século. 





Cheguei conversar com outros profissionais até pela internet sobre o assunto, informando sintomas, o tratamento que sigo e lendo muitas coisas. E então, já li até artigos estrangeiros que esse TAD pode se transformar em Transtorno Bipolar, sim. Ou pior até, a hoje nem quase mencionada Psicose Maníaco-Depressiva, que muita gente acha que é tudo igual, mas não é! A singularidade e diferença entre elas é muito tênue, mas dessa parte, vou tratar em outro post.



Qual a diferença entre Transtorno Ansioso-Depressivo e Transtorno Bipolar?


O Ansioso-Depressivo, além de tomar medicações diferentes para o problema, ele apresenta um quadro mais ameno e mais fácil de tratar ou controlar. Ao passo que as medicações para evitar as crises do Transtorno Bipolar são totalmente diferentes porque precisam ser mais fortes, o acompanhamento mais rigoroso. É válido informar que antidepressivos podem ser indicados tanto para depressão como para ansiedade, porque, curiosamente, a maioria das pessoas que tem um problema pode ter o outro, mesmo que em menor grau ou manifestação. As medicações para bipolaridade deve estabilizar o humor para inibir tanto um extremo quanto o outro, estabilizadores de humor, vamos por assim dizer não só espaçando os períodos entre a depressão e a mania, mas manter a pessoa num comportamento mais "dentro da normalidade" para que possa conviver socialmente da forma mais normal possível. Se o tratamento ministrado for o adequado, as chances de controlar o problema tem grande chance de êxito. Porém, um diagnóstico errado ou incompleto pode prejudicar severamente o paciente, pois receitar antidepressivos para um paciente bipolar podem surtir efeitos contrários.

O que me ajudou muito com minha ansiedade (não que eu tenha deixado de ser...) e com a minha insônia foram vídeos e áudios de ASMR ( Autonomous Sensory Meridian Responde), que nada mais é que, traduzindo para o português Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano. Mas o que é? Você já sentiu algum tipo de arrepio ou uma paz enorme ao ouvir a voz calma de alguém falar? Isso é ASMR. Sempre tive isso, mas só descobri que tinha um nome para isso no ano passado rsrs

Vou falar mais sobre o ASMR em outro post e dar também super dicas de canais incríveis voltados para o ASMR que mais me ajudaram e continuam me ajudando até hoje e sou eternamente grata a essas pessoas. Vocês, que são ansiosos ou estão enfrentando um período que precise de paz e não encontra isso externamente, vão gostar demais. Tem quem não tenha essa parte tão sensível e podem se irritar rsrs Mas, no meu caso, me ajuda demais e quero informar e compartilhar com vocês. Ok? No próximo post sobre transtornos psicológicos, então, vou desenvolver a parte que ajuda com ansiedade e depressão e, pode sim, ajudar com outros problemas também. Aguardem!


Um beijo e até mais!!!










Créditos: psicologiaacessivel.net / http://claudia.abril.com.br/saude/ansiedade-e-doenca-saiba-como-ela-age-e-como-tratar/