Image Map

25 maio 2017

Síndrome do Ovário Policístico: você sabe o que é?


Olá, meninas!

Eu tive um retorno bem legal sobre a primeira matéria sobre a S.O.P e me cobraram que continuasse a falar sobre o assunto, mesmo que eu já ia falar mesmo rsrs Mas, valeu pelo retorno, meninas!

Recaptulando, o que é ovário policístico? É quando seu ovários ou ambos ficam cheios de pequenos microcistos (benignos), que medem em média por volta de 0,17 mm e faz com que os ovários sejam, na maioria das vezes, maior que o normal. Portanto, essa síndrome causa atrasos na menstruação, crescimento de pêlos pelo corpo, queda de cabelo, ganho de peso por retenção de líquidos e até problemas graves para engravidar. Mas calma que nem tudo está perdido! Se você passou naquele gineco sem o mínimo de tato e paciência para te explicar o que é, como tratar e se pode ou não engravidar, calma que agora, vamos conversar um pouquinho.






Não. Seus microcistos não vão crescer e se tornar um cisto ou um tumor, tá? Muita gente pensa que o caso pode agravar a ponto de desenvolver algum tumor. A resposta é não! MAS...se você não tratar o problema assim que perceber que algo está errado com sua menstruação ou algum outro sintoma que não tem que estar aí te perturbando, isso pode acontecer, sim. Mas pode não ser necessariamente nos ovários ou útero e sim, no endométrio.

Mas, afinal, o que é o endométrio? É uma pele ou membrana (imagine a placenta...é mais ou menos da mesma espessura) que recobre o útero, isto é, o endométrio protege as paredes do útero. Dê uma olhada no desenho abaixo como fica disposto o endométrio.






Estou sofrendo com os atrasos da menstruação. Acabo menstruando uma vez a cada 4, 6 meses e quando menstruo, sangro demais, parece que vou morrer!

Calma. Fica fria. É assim mesmo. Relatei que antes de saber que tinha essa danada, eu usava absorvente de parturiente, de tanto que descia! E essa irregularidade no ciclo é mais que esperada. Então, vá já logo para o ginecologista. 

Que tipo de tratamento posso fazer? Que remédio tomar?

Nada de tomar o que a amiga falou! É caso para o ginecologista e ponto final! É certo que ele vai receitar um remédio para fazer descer a menstruação (se já fizer muito tempo que não desce. Ex: Farlutal ) depois vai começar a tomar o anticoncepcional com doses mais baixas de hormônios para ir regulando o fluxo e o ciclo, mesmo que você ainda não tenha relações sexuais. 

Sinto muitas cólicas, além de descer muito. O que eu faço para amenizar?

Os anticoncepcionais vão ajudar muito com essa questão também. Além de regular o ciclo, as cólicas vão melhorar, pelo menos, 80%. No meu caso, as cólicas melhoraram 100%. É muito, muito difícil eu sentir cólica e, quando sinto, é algo que logo passa, até mesmo sem analgésicos. 

E se eu não quiser tomar remédios convencionais? Se eu quiser fazer um tratamento mais natural. Existe?

Olha, até já ouvi falar de tratamentos alternativos. Já vi pela internet mulheres que conseguiram inclusive engravidar fazendo tratamento mais natural, como o chá de unha de gato com uxi amarelo (deve encontrar em casa de produtos naturais) ou a água inglesa (que se encontra em farmácias). Como eu mesma não fiz uso desses produtos, não posso dizer sobre a eficácia deles. Mas se eu disser que não tenho vontade de testar, estou mentindo. Pois os anticoncepcionais trazem, ao longo do tempo, lá seus inconvenientes. Lembrando que quem está com suspeita de gravidez não pode, de jeito nenhum, tomar nenhum desses que citei acima!

Falam muito sobre anticoncepcionais que podem causar trombose e até AVC. Isso é verdade?

Sim, é verdade. Pois isso disse acima que tenho vontade de testar alguma terapia alternativa. Depois de quase 10 anos usando anticoncepcional, comecei a sofrer com enxaquecas, que tenho certeza absoluta que é por causa da pílula. Tentei trocar e piorou a situação. Podem alguns médicos dizer que uma coisa nada tem a ver com a outra, mas se um remédio pode te trazer enxaquecas fortíssimas, quem me garante que com mais idade não pode me dar um derrame??? E o meu anticoncepcional está na lista dos que mais causam esses tipos de problemas. Então, quem tem cu (ou ovários, útero, trompas), tem medo! hehehe

Devo procurar o endocrinologista junto com o ginecologista?

Nem sempre as mulheres optam por um tratamento concomitante, mas é uma boa, sim. Ninguém melhor para determinar sobre seus hormônios que o endocrino. Ele não vai averiguar somente seus hormônios femininos e masculinos, mas todas as glândulas como estão funcionando, antes e depois de iniciar o tratamento. Se eu tivesse mais esclarecimento quando descobri o problema, eu teria feito tratamento com os dois ao mesmo tempo.

Posso tomar essas ervas para o chá em forma de cápsulas, se mandar manipular?

Creio que até pode, mas qual medida você vai mandar fazer? Eu não sei. Isso é caso para seu endocrino te informar, se for o caso e se ele for a favor desse tipo de tratamento. Não sei qual quantidade se manipula para cada cápsula e, mesmo que soubesse, não diria. Seria irresponsabilidade da minha parte. Tudo você tem que perguntar para o seu médico!

E anticoncepcional injetável, eu posso tomar para caso de S.O.P.?

Pesquisei em sites médicos e há ginecologistas que podem indicar anticoncepcionais injetáveis (ex: Contracep) mesmo em casos de mulheres que tenham S.O.P. Mas cada caso é um caso! Se na sua família houver histórico de câncer de mama, útero, ovários ou alguns médicos são bem ortodoxos em não receitar injetáveis para histórico familiar de câncer na família em qualquer grau de parentesco, não é indicado tomar contraceptivo injetável em hipótese alguma! Pode ser mais prático, mas não é o mais seguro.

O que é a "água inglesa" e como devo tomar?

Na verdade, a água inglesa estimula o apetite e até trata má digestão. Feita com carqueja, losna, camomila, quina amarela e calumba, então, deve ser bem amarga (argh!). Porém, é tida como um poderoso desintoxicante de hormônios sintéticos (anticoncepcionais, por exemplo) e induz a ovulação, além de ajudar no processo de cicatrização interna após o parto e até na amamentação. Contudo, mesmo sendo uma ótima opção que é facilmente encontrada em farmácias, não é indicada para quem gastrite (eu...:(), úlceras gástricas (dentre outros), sensibilidade aos componentes, além de não poder ingerir na hipótese de gravidez, pois induz ao aborto. A quantidade a ser ingerida também é bem pouca por dia. Sugiro consultar o médico e perguntar mais sobre esta opção, pois como qualquer remédio tem lá seus efeitos colaterais.

Quero engravidar, mas tenho S.O.P. e se paro de tomar o anticoncepcional, a menstruação começa a atrasar mesmo que eu não esteja grávida. O que eu devo fazer?

Mais uma vez, relate para seu médico. Parou de tomar a pílula por indicação dele ou por conta própria? Ele tem acompanhado regularmente seu tratamento? Você fez um planejamento sobre isso e tirou suas dúvidas para engravidar? Eu não posso te dizer o que deve fazer, nem sua amiga, nem a vizinha. Só o médico que te acompanha pode falar o que e como deve fazer. A única coisa que posso dizer é que, baseado em tudo que já li sobre o assunto, quem tem o problema não engravida facilmente. Então, além de conversar com o médico, tenha paciência. 

Meninas, existem uma série de questionamentos sobre o assunto e, se alguém tiver alguma dúvida em que eu possa ajudar, podem perguntar. Deixando claro que não sou médica, mas tenho muita experiência no assunto por já conviver com a S.O.P. há muito tempo e poderei responder com base no meu próprio histórico. ;)

Beijos e até mais!







Créditos: duplararidade.blogspot.com / crescieagora.com.br