Image Map

31 agosto 2016

Campanha Doe ou Troque seus Livros!


Olá, meninas e meninos!


Quantas pessoas gostariam de poder ler e não tem dinheiro para comprar um livro, mesmo em sebos, que vendem bem mais barato que nas livrarias?




Então, como periodicamente compro livros, selecionei livros para fazer doação e outros para trocar num sebo perto de casa por livros que ainda não li e depois passo para frente ou troco por outros e assim vai.

Quantas pessoas gostariam de ler os livros do Paulo Coelho e não puderam? Eu li quase todos, mas não abro mão do "O Diário de Um Mago" e, claro, "O Alquimista". Esses, não dou, não empresto, nada. São livros de aprendizado para a vida. Muito bons mesmo.

Então, é legal juntar aqueles livros que você já leu e não pretende ler novamente e levar para uma escola ou centro de convivência, porque o governo, meus caros...não estão interessados que a população tenha acesso a isso. Para vocês terem ideia, eu, que trabalho num órgão ligado à Cultura do Estado de São Paulo, se não fossem os próprios funcionários criarem uma mini biblioteca para trocarmos livros não haveria biblioteca alguma, já que governo de SP não manda livros para abastecer uma biblioteca que é do próprio governo! Há poucos anos atrás, o Governo de São Paulo mantinha pequenas bibliotecas dentro de algumas estações de metrô. Era ótimo! Você tinha uma semana para ler, com calma, mas, se não tivesse conseguido ler, era só renovar a assinatura e depois devolver para levar outro para casa. Mas, graças ao ilustríssimo (des)governador Geraldo Alckmin, isso acabou. E com isso, a oportunidade de emprego também dos jovens que ali trabalhavam. Vejam como o governo é legal e quer sempre que a população fique bem instruída, não é verdade?

Parte desses livros vou doar (a coleção do Itau Cultural - que não sei porque não tem mais a campanha de doação de livros), vou repassar à minha prima para ler para a filha dela, outros vou trocar e outros vão para doação em instituições, sejam escolas, asilos ou outros.




O que importa é passar o conhecimento adiante e dar a chance que nós temos de ler bons livros para outras pessoas. Às vezes, elas só querem ter a chance de encontrar um livro. Vejam o exemplo do morador de rua que passou num concurso federal e hoje deve estar com um ótimo salário! Sempre tem quem queira aproveitar uma oportunidade.

Então, vamos remexer aí o fundão do armário e colocar alguns livros para trocar ou doar? Abrace essa ideia!


Beijos no coração e até mais!










Créditos: downloadwallpaper.org